Flores e negócios

Holambra e Embu das Artes no estado de São Paulo revelam a arte do cultivo de flores e plantas.

Publicado em 03/09/2012

Avalie este Artigo
4

A beleza das flores e negócios.  A cidade de Holambra, a 140 quilômetros da capital paulista, recebe visitantes entre os dias 30 de agosto e 23 de setembro que podem curtir a 31ª edição da Expoflora, maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina.

Quem passeia pela exposição vai encontrar muitas variedades e novidades. Para os buquês das noivas, há os lírios sem pólen que não sujam o vestido, e não provocam alergias. Há também orquídeas em todos os tamanhos e rosas de todas, mas todas as cores mesmo! Em exposição também a planta ovo que tem esse nome por causa do formato do fruto. A origem é indiana e vem da família da berinjela. A maioria das novidades vem da Holanda e são o resultado de décadas de trabalho na evolução genética, explicas os especialistas.

Com a temática deste ano destinado ao amor, o clima romântico está presente na exposição de arranjos florais, na 8ª mostra de paisagismo Minha Casa Meu Jardim, que reúne 20 ambientes projetados por paisagistas, arquitetos e designers entre em outras atrações.

Nesta festa da cultura holandesa, as surpresas surgem em cada canto, mas a tradição do cultivo de flores que produzem maravilhas, “sempre é um espetáculo irresistível”, diz Estela Souza, assídua frequentadora da exposição.

Crescimento

O mercado deste segmento espera crescer 12% esse ano e faturar R$4,5 bilhões, e se renova a cada ano, com novidades e muitas criatividade.

Na contramão de setores que foram pressionados pela crise internacional, este segmento tem expandido a olhos vistos, segundo o Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor). Desde 2006, o segmento tem registrado taxas de crescimento entre 15% e 17% e emprega, atualmente, 194 mil pessoas.

Holambra concentra 40% da produção nacional de flores e plantas ornamentais e sedia anualmente as principais tendências do setor de flores e plantas ornamentais no país.

Só para se ter uma ideia, pra se obter uma nova variedade de flor são criadas 2.000 delas e só uma é utilizada”, explica Benny Van Rooyen, da comissão organizadora da Expoflora.

Para atender o consumidor que está cada vez mais ligado nas novidades, o setor acompanha a evolução na era da informática. Já é possível, com um tablet ou celular, por exemplo, acessar na hora informações sobre a origem e os cuidados com a flor.

O setor está apostando também no mercado interno para alcançar índices de crescimento favoráveis. Com a melhoria da renda, esses produtos passaram a ser uma opção de compra. De acordo com o instituto, o consumo médio anual no Brasil chega a R$ 20 per capta, enquanto em alguns países da Europa, o valor alcança R$ 140 per capta.

É possível dobrar o volume de consumo estima os especialistas. Embora o Sul e o Sudeste sejam os maiores consumidores, houve também um aumento significativo nas outras regiões. Norte, Nordeste e Centro-Oeste são as que mais crescem.

Hoje, a maioria dos supermercados vendem flores e plantas. Além disso, os produtores estão mais preocupados em agradar o consumidor nacional. A exportação ainda não é foco, pois, o custo é bastante alto.

Participam da feira 170 produtores, que vão expor mais de 2 mil variedades de plantas. Neste período devem ser vendidas cerca de 800 mil unidades de flores, e para a economia de Holambra, R$ 20 milhões, devem circular segundo estimativas.

Boquinha

A culinária holandesa também faz parte desta festa que é a Expoflora. Entre as sobremesas típicas estão a hollandse duet (dueto holandês), um creme de baunilha acompanhado pelo speculaas (biscoito de canela) e especiarias; poffertjes (fofinhos), doce de origem francesa semelhante à uma panquequinha, acompanhada de manteiga, açúcar ou morango com chantilly; há também o stroopwafel (waffles com caramelos).

E para o almoço, a pedida é o StampotWortel SpareRibs met Appelmoes (costelinha com batido de cenoura e purê de maçã) e o pannekoek (panqueca aberta com recheio incorporado à massa e gratinada com queijo gouda). Quem vai resistir?

Mais feiras

Entre os 19, 20, 21, 25, 26, 27 e 28 de outubro de 201, acontece a 10ª edição do Festival de Flores e Plantas e a 4ª edição da Feira de Móveis Artesanais que trarão muitas novidades para seus visitantes. Promovidos pela Secretaria de Turismo da Prefeitura de Embu das Artes (SP) e com entrada gratuita, a feira unirá flores, plantas, móveis artesanais e acessórios em um mesmo ambiente.

Oficinas e workshops relacionados ao cultivo, paisagismo e decoração de ambientes, móveis artesanais, produção artesanal ao vivo, música e dança será oferecido em uma área de quase 8000m², contando com mais de 160 expositores.

Para mais informações:


Em Embu das Artes: Secretaria Municipal de Turismo: (11) 4785-3653 com Dóris Ramos (e-mail: doris.ramos@embudasartes.sp.gov.br) e Juliana Rossi (e-mail: juliana.rossi@embudasartes.sp.gov.br)

Em Holambra:  de 30 de agosto a 23 de setembro, de quinta-feira a domingo, das 9h às 19h,  Rodovia Campinas-Mogi Mirim, saída 140. Custo: R$ 30. Crianças de até cinco anos não pagam. Mais informações: (19) 3802-1421.

lembrancinhasvalquiria_128379.Foto: lembrancinhasvalquiria


Avalie este Artigo

Deixe seu comentário

Avalie este Artigo

Comentários

  • Seja o primeiro a comentar

Orçamento Expresso

Solicite Orçamento para 39621 anunciantes com um só pedido

Clique aqui para solicitar
CasamentosFestas InfantisFormaturasEventos Empresariais

Aguarde...