Artigo oferecido por:

A Escolha de Músicas Para Seu Casamento Cerimonial

Publicado em 30/08/2009

Avalie este Artigo
4.1

OS MOMENTOS MAIS MARCANTES DE UMA CERIMONIA NUPCIAL E IDÉIAS PARA AUXILIAR NA ESCOLHA DAS MÚSICAS PARA ESSES MOMENTOS.


Com base na experiência de muitos anos de música, trabalhando ao longo desse tempo em quase duas centenas de casamentos, e através de estudos junto a cerimoniais na nossa região (Oeste de Santa Catarina), elaborei esse pequeno roteiro para auxiliar na sua cerimônia nupcial.

A forma corriqueira nos mostra que na maioria das vezes, quem organiza os cerimoniais e ordens de entrada são as pessoas envolvidas com a decoração, assim sendo, esse breve roteiro não tem o intuito de contradizer ninguém, nem ser o único dono da razão, ele serve sim, para auxiliar os noivos e as pessoas envolvidas com a cerimônia, no intuito de torná-la inesquecível, além de dar uma luz aos noivos quanto ao tipo de música escolher para o enlace.

 

Interessante salientar que se pesquisarmos na internet ou em revistas especializadas, teremos várias formas de realizar a cerimônia, algumas mais pomposas, outras mais simples.

 

Esse trabalho tem a intenção de apresentar aquilo que se usa na região citada, considerando para tal, muitos casamentos realizados em Caçador, Videira, Joaçaba, Rio das Antas, Campos Novos, Tangará, Herval D´oeste, Catanduvas, Vargem Bonita, Zortéa, Capinzal, Curitibanos, Porto Belo, Florianópolis e Luzerna. Ao todo foram quase duzentos eventos dessa natureza para embasar esse roteiro.

 

Vamos lá então.

Em geral, são tocadas de oito a doze músicas, dependendo do seu cerimonial de casamento.


1 – Entrada dos Padrinhos

Na entrada dos padrinhos, a grande maioria do repertório musical pode ser utilizada, desde temas de filmes e músicas clássicas a músicas populares ou outros estilos. Para este momento, vale a mesma regra da música do noivo. Pode ser alegre mas sem muito impacto, pois a entrada da noiva é mais importante. Podem ser cantadas ou instrumentais.


2 – Entrada dos pais sem função (Mãe da noiva e pai do noivo)

O pai da noiva a acompanhará na entrada, assim como acontecerá com a mãe do noivo. Então, os pais que não cumprem nenhuma dessas funções podem dispor de um momento para sua entrada, logo após os padrinhos e antes dos noivos. Nesse momento, a escolha ideal está em algo mais romântico e/ou emocionante, também seguido a regra das entradas no noivo e dos padrinhos, sem causar impacto, guardando esse momento para a noiva.

 

 
3 – Entrada do Noivo

Para este momento sugerimos algo com certa "pompa", de caráter masculino e nobre. Como o casamento está ainda começando, não se deve colocar uma música muito grandiosa. Em muitos casamentos este momento não existe, pois o noivo entra com os padrinhos, no final, com a mãe.

 

 

4 – Entrada das floristas (opcional)

Algumas noivas gostam de colocar damas e pajens para entrar na igreja antes de sua introdução, com a função de espalhar pétalas de rosas no corredor de entrada. Para esse momento, já que será seguido pela entrada da noiva, o ideal é uma música instrumental suave.


5 – Entrada da Noiva

Agora é hora de caprichar na trilha sonora! A tradicional marcha nupcial é muito tocada mas existem outras opções também. Grande parte das cerimônias atualmente tem seguido um padrão diferente, executando um pequeno trecho da marcha nupcial, com as portas da igreja fechadas, e assim que abrem-se, inicia a trilha sonora com alguma música da escolha da noiva e de grande significado para ela.

 

 

6 – Pajens trazendo alianças


Estes podem entrar em dois momentos distintos, ou no início da cerimônia, logo após a noiva ou durante a cerimônia, pouco antes da benção das alianças. Para a entrada dos pajens a sugestão também é de músicas mais suaves. A Ave Maria com solista é uma das músicas mais pedidas.

 

 
7 – Benção das Alianças

Para a bênção a sugestão é uma música mais introspectiva, suave, e instrumental, pois é um momento mais profundo, puro, que pede suavidade. O arranjo musical preferencialmente deve ser modulado com violinos (nos teclados).


8 – Assinaturas, cumprimentos e fotografias

Em muitas igrejas esse momento não requer música, e apenas um fundo musical de curta duração (quando se tratam apenas das assinaturas e logo a seguir já vem a saída da igreja). Porém, na nossa região, ocorre após as assinaturas, em grande parte das cerimônias, os cumprimentos dos pais e padrinhos e a sessão de fotografias na igreja, o que sugere o uso de aproximadamente três a quatro músicas. Lágrimas de pais e parentes são muito comuns e músicas alegres e românticas são muito adequadas para esse momento, entretanto várias opções de músicas podem ser reservadas.


9 – Saída

É chegada a hora de ir. A alegria deste momento é indescritível. É finda a cerimônia, e o critério de escolha da música vai depender da escolha dos noivos, mas atualmente tem se utilizado músicas alegres nesse momento, que retratem a felicidade daquela hora.

 

 

10 – Chegada na recepção

É um momento também cheio de alegria e descontração, sugere-se uma música mais alegre e conhecida. Podem haver momentos distintos com duas músicas, uma para a entrada dos pais e em seguida uma para a entrada dos noivos na recepção.

É usual após a entrada dos noivos, a tradicional volta pelo salão, culminando com o brinde.

Ocorrem recepções, onde o brinde vai ser feito apenas após o jantar, porém vale salientar, que nesse momento, muito já se caminhou pelo salão, em cumprimentos, ou outras atividades, e assim, a maquiagem da noiva já está alterada, o que com certeza altera o registro fotográfico do momento.

 

 

11 – Corte do bolo

Geralmente feito após o jantar, sendo que em algumas cerimônias, isso ocorre antes de servir a sobremesa, servindo o bolo como complemento da sobremesa. A música usual é no mesmo estilo que já vem sendo tocada durante o jantar, podendo ser escolhida pelos noivos.

 

 

12 – Valsa dos noivos

A valsa na maioria das vezes marca o início da festa propriamente dita, pois todos os convidados já jantaram, ao som de músicas mais calmas, e esperam para poder também dançar e se divertir junto aos seus anfitriões.

Por tais razões, é importante executar a valsa após o corte do bolo, antes de qualquer sessão de fotografias na recepção, pois quando iniciam-se as fotos, os noivos ficam presos as mesmas por muito tempo, e isso acaba esfriando os ânimos dos convidados.

A valsa mais utilizada tem sido Danúbio Azul de Strauss.


Artigo criado por: Paulo Show

Avalie este Artigo

Deixe seu comentário

Avalie este Artigo

Comentários

  • Seja o primeiro a comentar

Orçamento Expresso

Solicite Orçamento para 38998 anunciantes com um só pedido

Clique aqui para solicitar
CasamentosFestas InfantisFormaturasEventos Empresariais

 

© 2007 - 2017 Organizando Eventos Todos os direitos reservados

Desenvolvido por anverso.net.br

Aguarde...