Artigo oferecido por:

A Arte de fazer convites por Livia Lobato

Publicado em 19/10/2010

Avalie este Artigo
3.3
Qual a importância do convite em um casamento? 
Ele é o primeiro contato do convidado com essa ocasião especial que estará na lembrança dos noivos e dos próprios convidados para sempre. O convite dá início à cerimônia do casamento. É a partir da distribuição dele que o casamento se torna oficial para a sociedade. É um comunicado especial que deve estar à altura de sua importância. Em algumas situações o convite diferenciado chega até mesmo a ser um “presente” que poderá ser guardado pelo convidado tamanha a sua elaboração ou a sua diferenciação.
 
Os convites devem seguir o estilo da festa ou ter um estilo próprio? 
Depende do casal. O mais comum seria seguir o estilo e cores da festa, mas com a nova tendência do “convite exclusivo e personalizado” vem um novo desejo de expor aos convidados um pouco do que é a história do casal: seus gostos, personalidade, etc. Casais modernos e bem humorados sempre optam por convites com ilustrações, fotos e cores que nem sempre seguem a decoração da festa.
 
Que critérios devem ser adotados para escolher as cores do convite? 
Quando o desejo dos noivos é seguir as cores da festa, o convite tenta reproduzir exatamente o que será visto. Fitas são tingidas das cores das toalhas de mesa, por exemplo. Algumas combinações são sugeridas para que o convite não fique inadequado à ocasião. O cuidado com as cores, o tipo de papel, textura, formato e as combinações é que trazem a harmonia do convite.
 
Como são os modelos mais clássicos? 
Os clássicos não significam tradicionais: letras em alto relevo, monogramas, etc. Os modelos clássicos geralmente são feitos em papéis importados, envelopes mais elaborados, fitas, muitas fitas, de cetim ou organza. Os mais elaborados ganham arranjos de flores desidratadas, pingentes de cristal e outros adereços que fazem do convite um presente. Os clássicos também evitam ilustrações e fotografias, porém as letras se tornam mais modernas e menos “rebuscadas”. Os plásticos, que antigamente envolviam os envelopes também caem no desuso.
 
E os mais modernos? 
Geralmente são aqueles que você olha, lê, mostra pra todo mundo e não tem vontade de jogar fora. Refletem exatamente o estilo dos noivos. A imaginação corre solta, sem perder a função de “convidar”. Não sou adepta a convites que vêem numa garrafa se não é um lual, ou aquele que vem em CD com uma linda historia animada, e aquela tia-avó querida, não saberá nem ligar o computador. Por isso, evito sair totalmente do papel. Apesar de modernos eles devem ser coerentes. As inovações vão da forma, como o convite-móbile até aos adereços, como um saquinho de arroz que vem com o convite.
 
Como são os convites personalizados? O que eles têm de tão diferente? 
Todos são personalizados a partir do momento que não são cópias ou reproduções de outros existentes como em uma linha de produção gráfica, por exemplo. O conceito do convite personalizado é fazer com que os noivos expressem seus desejos livremente sem se prenderem a um mostruário de modelos pré-fixados. O primeiro ponto mais importante deste processo de “personalização” é o novo movimento, de o noivo participar e opinar na criação. Antes, uma função exclusivamente da noiva e mãe da noiva. A escolha do convite se transformou em um dos momentos mágicos do pré-casamento, tanto quanto a escolha do vestido. É mais um momento do casal junto, vivendo a relação. São feitas de 2 a 3 reuniões em média, que duram de 1h30 à 2h, que sempre acabam em um papo descontraído de como o casal se conheceu, como foi o pedido de casamento.
 
Em média, quanto custa um convite? 
Eles podem variar de R$6 (unitário) até custos estratosféricos. O mais conveniente e econômico no serviço personalizado é a oportunidade de se pagar preço unitário, o que permite a contratação da quantidade necessária exata, como 173 convites, por exemplo. Não é necessário encomendar o cento, fechado. Evitando o desperdício de dinheiro e convites.
 
Quanto mais moderno e personalizado mais caro? Em quanto? 
Não. Absolutamente não. O preço varia, de acordo com o material que será utilizado e a mão-de-obra. Papéis importados saem um pouco mais caro, os artesanais também, por serem feitos à mão, uma a um, como um envelope em juta, costurado com fio de sisal, para um casamento no campo. O meu trabalho, como designer de convite, é justamente ser criativa o suficiente para fazer algo que o casal espera dentro da verba prevista. 
 
O que mais pode encarecer um convite?
Às vezes os noivos contratam o serviço de separação e colocação dos convites individuais. Este serviço é cobrado à parte, já que requer enorme responsabilidade e cuidado. Imagina alguém ficar sem convite? A entrega dos convites prontos em domicílio também é cobrado à parte. Outros detalhes como tingimento de fitas, ilustrações específicas, como a caricatura, também podem encarecer o convite, pois outros profissionais são envolvidos na produção.
 
O que deve prevalecer na escolha do convite? 
O gosto pessoal do casal. É o momento deles. Ninguém conseguirá agradar a todos os convidados, isso é impossível, então, respeito totalmente a vontade dos noivos. Dou algumas dicas e sugestões, aconselho e mostro tendências, mas eles é que regem a criação.
 
Que tipo de convite as noivas têm escolhido ultimamente: mais clássicos ou mais personalizados? 
Depois do auge dos convites diferenciados: com ilustrações, desenhos de humor, caricaturas, envelopes de cores fortes, surgiu uma nova demanda de convites mais clássicos, elaborados com até 7 elementos de composição: envelope 4 abas sem colagem, lâmina de papel vegetal colorido sobre o convite, fita, arranjo, convite individual, tag com o nome de cada convidado (substituindo o serviço do calígrafo). As cores também são mais sóbrias e os adereços como, pingentes, laços e outras aplicações ganham força.
 
O que funciona e o que não funciona (Combinação de cores e papéis).
Cores fortes no envelope e no convite não funcionam, é preciso um contraponto. Tipos de papéis diferentes também não funcionam, como duas texturas diferentes, o legal é mesclar entre o texturizado e o liso. O efeito fica muito interessante. Usar a mesma linha de papel também é importante, a combinação de um papel perolado com um reciclado não daria certo nunca. Claro, que existem exceções, mas devem ser elaboradas com cuidado e sempre testando o resultado final. Os papéis de cores escuras aconselha-se sempre usar outro, da mesma linha, em um tom mais claro para acompanhar.  No conceito do convite personalizado não existem regras e sim o bom senso. 
 
 Existe alguma tendência nessa área? 
A tendência da exclusividade! Acredito que, atualmente, a maioria dos noivos não gostaria de ter um convite que já foi visto antes em outros casamentos ou até mesmo que o seu seja copiado por outros casais. Não importa o tamanho, ou formato, estas características não seguem tendências, são de gosto pessoal, mas a cor do momento é o branco com verde, lilas e branco ou a volta do bege com outra cor mais forte, como o laranja.
 
 A caligrafia ainda é muito usada pelos noivos? 
Os que procuram o tipo de serviço que ofereço, não. Sempre optam pelo tag com o nome do convidado, pois combina sempre com o estilo dos convites, são práticos, pois ficam sob minha responsabilidade e podem ser refeitos sem grandes gastos caso saia algo errado ou haja uma substituição. E um dos pontos fortes desta prática é a economia e o tempo. Não é necessário mais encaminhar os convites para um segundo serviço antes de começar a enviá-los.
 
O que você pensa sobre convites com escrita caligrafada? 

Alguns convites exigem o trabalho do calígrafo, como os tradicionais. Cerimônias muito formais também pedem convites manuscritos. Não sou contra nem a favor, mas os meus convites nao requerem o uso do caligrafo


Artigo criado por: Livia Lobato

Avalie este Artigo

Deixe seu comentário

Avalie este Artigo

Comentários

  • Seja o primeiro a comentar

Orçamento Expresso

Solicite Orçamento para 39741 anunciantes com um só pedido

Clique aqui para solicitar
CasamentosFestas InfantisFormaturasEventos Empresariais

Aguarde...