Artigo oferecido por:

Planejando o Casamento

Publicado em 24/02/2011

Avalie este Artigo
4.9

— Saiba como usar seu tempo e seu dinheiro! —

Planejamento é uma das palavras mais utilizadas nos sistemas de gestão empresarial contemporâneos. E o que isso tem a ver com casamento? Tudo! Principalmente porque não é de hoje que a “Indústria do Casamento” transformou o desejo de noivos e noivas de todo o mundo em um ramo bastante lucrativo para empresas e prestadores de serviços de diferentes ramos.

Sendo assim, é preciso estar atento para fazer de seu casamento um negócio bom para os dois lados — o seu e o dos seus fornecedores —, afinal de contas, trata-se de uma via de mão dupla e um cliente satisfeito é sempre um ótimo cartão de visitas.

Levando em consideração a história da humanidade, sobretudo no Ocidente, e toda a tradição dos mega-casamentos — hoje bem menos tradicionais —, não é difícil entender porque os casamentos se tornaram uma fonte tão grande de negócios, com orçamentos proporcionais às superestruturas oferecidas (que fariam até os castelos da Idade Média parecerem coisa de plebeu).

Obviamente o casamento é uma data marcante, que ficará para sempre na história do casal. Por esse motivo, muitos noivos e noivas investem pesado nas produções que serão registradas em fotos (e foto-livros) e filmagens que mostram cada detalhe das cerimônias e festas.

Não obstante, mesmo que casar seja um sonho, é necessário manter os pés bem firmes no chão na hora de começar os preparativos. Caso contrário, não tardará para que o sonho se torne um terrível pesadelo repleto de palavras como: dívidas, juros, decepção, frustração, e outras tantas.

Para tentar auxiliar àquelas noivas e noivos que estão começando a pensar no casamento, algumas dicas simples podem ser bastante úteis:

 1) Delimite o investimento. Sentem-se e, racionalmente, decidam quanto podem realmente gastar (e isso não deve incluir um dinheiro extra que talvez vocês venham a ganhar da herança de uma tia-avó que mora na China).

2) Determine as prioridades. Com o valor em mãos, decidam quais são as prioridades do casamento (fotos, filmagem, local, decoração, buffet, lembranças, convites, indumentária dos noivos, alianças...). Tudo é importante e os detalhes dão charme a qualquer cerimônia. Porém, é necessário definir em quais itens vocês querem investir mais e quais podem ser dispensados no caso de os gastos superarem as expectativas orçamentárias. Essas informações serão úteis também para evitar desperdício de tempo — de vocês e dos seus fornecedores —, pois permitirão que vocês deixem bem claro aos seus fornecedores quanto desejam gastar com cada item, sem fazer com que eles percam tempo desenvolvendo peças que vocês não irão comprar e sem que vocês vejam mil modelos de coisas que não vão caber no orçamento.

3) Defina o estilo de seu casamento. O casamento pode ser tradicional, moderno, praiano, rústico/campestre... Opções que não se enquadrarem no orçamento deverão ser descartadas de antemão e essa escolha irá influenciar em todos os próximos itens.

4) Crie um cronograma de desembolso e de contratação. Se vocês têm uma poupança, poderão fazê-la render enquanto organizam as etapas. Alguns itens devem ser verificados por primeiro, como: data e horário, local da cerimônia religiosa, local da festa, número de convidados. Algumas pessoas ainda incorrem no erro de buscar primeiro fornecedores de convites e decoração, por exemplo, mas o local influi totalmente nestes outros itens e o fato de não tê-lo definido significa novas análises e retrabalho, o que pode custar mais caro aos noivos.

5) Seja claro com seus fornecedores. O casamento por si só gera tensão e seus muitos preparativos naturalmente requerem paciência e dedicação. Como normalmente não se tira férias para organizar o casamento, evitem perder tempo com coisas que não querem. Isso também facilita muito no contato com os fornecedores. Digam desde o início o que gostam e o que não gostam, o que podem e o que não podem. Não adianta ver todas as cores de tecido se a noiva já decidiu que quer casar de branco. Clientes mais diretos costumam ganhar a simpatia dos fornecedores e, como estes perdem menos tempo fazendo testes e amostras, às vezes essa simpatia pode ser revertida em brindes e/ou descontos.

6) Seja ético. Não é porque vocês estão casando e querem economizar que podem esquecer os princípios éticos. Lembrem-se: é um casamento e não uma luta entre animais selvagens. Noivos e noivas que pedem amostras de um fornecedor e levam para outro (ou mesmo um amigo, um vizinho ou um parente) copiar, esquecem-se das normas básicas de ética e de direito autoral. Não é errado juntar ideias daqui e dali para montar a cerimônia ideal, mas fazer cópia do trabalho alheio pode ser enquadrado como crime, e ninguém vai querer dizer o “sim” atrás das grades. Por isso, se vocês gostaram de alguma ideia, mas seu custo foge do orçamento, adaptem-na às suas possibilidades, sem copiá-la de forma literal. E ainda, sejam simpáticos com a ideia original e divulguem o autor da mesma.

7) Saiba escolher os fornecedores. Nem sempre o mais barato e o mais caro são os melhores. É muito comum encontrar na internet mega-promoções de itens que são verdadeiramente milagrosas. Talvez você dê sorte, mas nem sempre a promoção vale o risco de ver seus convites borrados ou seus docinhos derretendo. Também não adianta correr para o fornecedor mais caro, pois, muitas vezes, vocês vão pagar mais pelo nome dele do que pelo produto e/ou serviço oferecido. A grande concorrência encontrada hoje favorece o cliente, que normalmente consegue preços melhores. Contudo, é importante levar algumas outras coisas em consideração, além do preço: a) fornecedores com muitos clientes terão menos tempo para vocês, então, se vocês quiserem um atendimento VIP, às vezes será necessário contratar uma empresa menor e pagar por este diferencial; b) vocês devem conhecer um pouco sobre o que estão comprando/contratando, pois as matérias-primas fazem diferença nos preços dos produtos finais e podem lhes trazer surpresas na hora de receber os itens solicitados; c) peçam referências a outros clientes ou amostras para ver a qualidade dos materiais (mas não esperem receber amostras gratuitas, pois os fornecedores que não costumam explorar os clientes são aqueles que provavelmente não terão condições de mandar amostras gratuitas para todos os solicitantes); d) aproveitem as tecnologias e os correios, pois comumente comprar de um fornecedor do outro lado do país pode ser uma vantagem em termos de qualidade e de preço; e) se vocês puderem, contratem o mesmo fornecedor para várias coisas, pois normalmente isso permite que o fornecedor se dedique mais a vocês e ainda lhes dê algum desconto nos serviços prestados por ele.

8) Não deixe as pessoas no vácuo. Assim como vocês, seus possíveis fornecedores também não gostam de ficar sem resposta. Então, sejam sinceros e respondam para eles se vocês acharam o preço elevado ou não gostaram do material apresentado. Isso possibilitará que eles lhes ofereçam um desconto ou lhes mostrem outras possibilidades de materiais. Deixar um fornecedor sem resposta só servirá para causar uma péssima impressão e vocês perderão qualquer possibilidade de negociação futura. Ninguém gosta de atender a um cliente que não paga e nem àquele que não responde as propostas recebidas. Digam, no mínimo, um: “não, obrigado!”.

Para alguns, as dicas acima podem parecer ínfimas e óbvias. No entanto, a experiência diária no trato com noivos e noivas das mais diversas regiões, religiões e classes econômicas tem mostrado que as pessoas precisam aprender muito ainda sobre organização, planejamento, decisão e relação com fornecedores (e isso inclui respeito ao trabalho alheio).

Por isso, se vocês se enquadram em alguma das questões apresentadas, aproveitem e façam uma revisão em suas atitudes. Se já seguem estas pequenas dicas, parabéns e bons negócios! O casamento de vocês tem tudo para ser um sucesso!

Ana Claudia Dalagnoli - Graduada em Comunicação Social – Jornalismo (2004) / Especialista em Design Gráfico e Estratégia Corporativa (2007) / Coordenadora da Central de Gestão de Eventos da Universidade do Vale do Itajaí / Designer da “Mamão com Açúcar Design Gráfico”


Artigo criado por: Mamão com Açúcar Design Gráfico

Avalie este Artigo

Deixe seu comentário

Avalie este Artigo

Comentários

  • Seja o primeiro a comentar

Orçamento Expresso

Solicite Orçamento para 39766 anunciantes com um só pedido

Clique aqui para solicitar
CasamentosFestas InfantisFormaturasEventos Empresariais

Aguarde...